Paralisia do sono: o que é e seus sintomas

Marque sua consulta com Psicólogo Online

Paralisia do sono: o que é e seus sintomas
5 (100%) 1 voto

O que é Paralisia do sono?

Você já acordou, mas sentiu-se brevemente, terrivelmente incapaz de se mover ou falar? Então você já deve ter sofrido uma paralisia do sono. Mas, o que é paralisia do sono? Simplesmente é a incapacidade de se mover ou falar imediatamente depois de acordar, como se sua atividade motora de todo o corpo fosse inibida, o deixando paralisado.

A paralisia do sono é às vezes acompanhadas de alucinações surrealistas e bizarras; pessoas relatam ver fantasmas, demônios ou algum ser sobrenatural. Este distúrbio acontece no estágio mais leve do sono, durante a transição do sono para vigília.

Este pode ser um momento excepcionalmente assustador para aqueles que sofrem desta patologia estranha, mas apesar das crenças passadas, o sentimento de paralisia não é causado por seres sobrenaturais.

Causas

Durante o sono R.E.M (movimento rápido dos olhos), o cérebro tem sonhos vívidos, enquanto os músculos do corpo são essencialmente desligados. Quando você dorme seus músculos são incapazes de se mover, para que não seja capaz de representar seus sonhos com o corpo. Deste modo, você não se envolve em ações potencialmente prejudiciais. A paralisia do sono acontece antes que a pessoa consiga completar o R.E.M.

Uma das causas está associado a transtornos de ansiedade, deixando o sono mais leve, uma fragmentação do sono e à insônia.

LEIA  Transtorno Bipolar: Como lidar com pessoas bipolares

As seguintes condições aumentam o risco de sofrer paralisia do sono:

  • Níveis de estresse aumentado
  •  Sono irregular ou insuficiente
  •  Uso de drogas alucinógenas ou abstinência destas substâncias
  •  Ter um outro distúrbio de sono, como narcolepsia, insônia ou outro distúrbio causado por turnos de trabalho
  •  Ter um transtorno de saúde mental, como esquizofrenia, ansiedade, depressão ou transtorno bipolar
  •  Dormindo deitado de costas

A paralisia do sono também pode ter uma causa genética. Ainda é uma descoberta preliminar, pois ainda se fazem estudos para ter um melhor respaldo.
Sintomas associados como roncos, pausas observadas na respiração, engasgos, sonolência diurna, ranger dos dentes (bruxismo) e frequentemente acordar para urinar à noite podem apontar para isso como uma causa adjacente da paralisia do sono.

Sintomas

Além de serem incapazes de se movimentar ou falar durante uma paralisia do sono, as pessoas que sofrem deste distúrbio também podem sentir um peso no peito ou uma sensação de asfixia. O medo ou o sentimento de medo também é caracterizado como um sintoma.
Alucinações é um sintoma bastante comum durante a paralisia do sono, porque o cérebro ainda está em um estado de sonho. Muitas pessoas relatam ter vistos fantasmas, demônios e outras aparições estranhas durante a paralisia.

Tratamento

A paralisia do sono geralmente é benigna, então a maioria dos médicos não recomenda o seu tratamento, mas sim o tratamento de qualquer causa adjacente. A paralisia pode agravar a depressão pré-existente, ansiedade ou outros distúrbios do sono. Além de criar um medo de dormir ou dificuldade de adormecer. Nestes casos, os médicos podem recomendar fazer terapia para reduzir ou eliminar estes episódios. Se você tem episódios raros de paralisia do sono, certifique-se que sua qualidade e higiene do sono é sólida. Por exemplo, a paralisia pode acontecer como um sinal de que você está privado de seu sono.

LEIA  Psicofobia: O que é

Para que não experimente uma paralisia deixo aqui algumas dicas para um higiene do sono:

  • Dormir suficiente de forma regularmente
  • Evitar álcool, nicotina e drogas antes de dormir
  • Evitar cafeína ou grandes refeições antes de dormir
  • Manter coisas eletrônicas fora do quarto
  • Dormir de lado ao invés de bruços
  • Obter um exercício regular

Durante a paralisia do sono é importante manter a calma e perceber que isso vai acabar em poucos minutos. Lembre-se e repita para você mesmo: “Isso é temporário. Passará muito em breve”.

Experiência em psicologia clínica com crianças, adolescentes e adultos, atendimento individual, atendimento à criança com câncer e familiares, atuação em psicologia na atenção básica da saúde e escolar.

Criadora dos aplicativos Diário do Psique (Play Store e App Store) e Pense Saudável (app de emagrecimento), com mais de 100 mil downloads.

Realizo atendimento como psicólogo online e também sou Voluntária do projeto Colheita do amor, organização voltada para contribuir a melhoria e qualidade de vida de pacientes portadores de Câncer. Psicóloga da AAPC (Associação de Apoia a Pessoa com Câncer), localizado na cidade de Feira de Santana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *