fbpx

Hipocondria ou o medo de adoecer

Marque sua consulta com Psicólogo Online

hipocondria

A hipocondria, não é tecnicamente classificada como fobia. Na última versão do Manual Diagnóstico de Doenças , 5ª Edição (DSM-5), o termo foi eliminado. Em vez disso, a maioria dos indivíduos que teriam sido previamente diagnosticados com hipocondria agora receberão um diagnóstico de transtorno de sintomas somáticos ou transtorno de ansiedade de doença.

Hipocondria vs nosofobia

Tanto a hipocondria quanto a nosofobia são medos de doença. A diferença está na natureza exata do medo. Nosofobia é o medo de desenvolver uma doença específica, como câncer ou diabetes. A hipocondria é o medo de que os sintomas físicos existentes possam ser o resultado de uma doença não diagnosticada.

Sintomas

Se você sofre com esta patologia, é provável que você esteja extremamente consciente de sintomas corporais menores, como dores de cabeça, dores articulares ou sudorese. Você pode estar convencido de que esses sintomas são causados ​​por uma doença médica séria e se tornam nervosos e obcecados com a verificação frequente de sua condição.

Algumas pessoas com esta doença reagem com a necessidade de constante reafirmação. Elas podem visitar o médico regularmente, apesar de testes mostrando que tudo está normal. Eles também podem freqüentemente se queixar de seus sintomas a amigos e familiares.

Outras pessoas reagem no extremo oposto. Elas podem evitar visitar o médico por medo de ter más notícias. Elas podem relutar em compartilhar seus medos com os entes queridos, seja porque têm medo de ter seus medos confirmados ou porque acreditam que não serão levados a sério.

Perigos

É fácil para a hipocondria tornar-se um ciclo de auto-replicação. Muitos dos sintomas físicos da doença também podem ser causados ​​pelo estresse. Dor articular e muscular, sudorese, náusea e problemas de pele são alguns dos sintomas físicos mais comuns que a hipocondria causa, porém pior deles é motivo de preocupação. Essa preocupação pode, por sua vez, fazer com que esses sintomas se agravem e novos sintomas se desenvolvam. Como mencionado a cima, a hipocondria pode também levar os pacientes a evitar a procura de tratamento médico, comprometendo sua saúde.

 

Transtornos simultâneos

Embora os pesquisadores ainda não tenham certeza sobre o que causa a hipocondria, freqüentemente há sobreposição de transtornos de ansiedade. As pessoas que têm hipocondria podem também sofrer de fobias específicas , transtorno de ansiedade generalizada e / ou transtorno do pânico com agorafobia, entre outras condições.

Tratamento

Tradicionalmente, a hipocondria é considerada intratável. No entanto, a pesquisa mostrou que alguns tratamentos podem ser eficazes. Terapia cognitivo-comportamental  (TCC) tornou-se uma opção popular para o tratamento da hipocondria. Este tipo de terapia ajuda os doentes a aprenderem a controlar a ansiedade que sentem em relação aos seus sintomas físicos. Por sua vez, isso pode ajudar os próprios sintomas a diminuir.

Inibidores seletivos da recaptação da serotonina  (ISRSs) são um tipo de medicamento que pode ajudar no tratamento da hipocondria. Essas drogas são geralmente conhecidas como antidepressivos e atuam afetando os níveis de serotonina no cérebro. Exemplos incluem Zoloft (sertralina), Paxil (paroxetina) e Prozac (fluoxetina).

Conseguindo ajuda

Se você se preocupa constantemente com sintomas físicos, é importante que você procure tratamento. Em geral, é melhor visitar primeiro o seu médico de família para descartar qualquer possível causa médica para os seus sintomas. Se o seu médico não encontrar uma doença, o próximo passo é procurar ajuda de um profissional de saúde mental. A hipocondria não tratada pode eventualmente fazer com que você limite suas atividades de vida devido aos seus medos. Com o tratamento, no entanto, você pode controlar seus sintomas e seguir em frente com sua vida diária.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of