Estresse: Sintomas físicos e emocionais

Marque sua consulta com Psicólogo Online

Estresse: Sintomas físicos e emocionais
5 (100%) 2 votos

Quando algo exterior causa desequilíbrio ao seu interior gerando uma reação emocional, a isso é dado o nome de estresse.

Se estressar faz parte da vida de todos e é praticamente impossível viver de forma a nunca senti-lo. Mas você sabe até onde ele onde é considerado normal e quando se torna patológico? Sabia também que existe uma forma de estresse que é considerada boa?

Lidar com estresse é algo particular de cada um, mas é preciso atenção quando ele passa a causar desgastes físicos e de relacionamento.

O que é estresse

O estresse é uma reação física e química do corpo a um momento de grande tensão.

Uma pessoa pode ficar estressada por diversos fatores, como uma situação de grande cobrança no serviço, uma doença grave na família, um trauma ou um acidente. Qualquer situação que o corpo considere um sinal de perigo faz com que ela reaja dessa forma.  

Porém, existe um tipo de estresse considerado positivo, o eustress, que é quando se usa o momento de tensão como motivação para agir. Um exemplo dessa manifestação do eustress é, diante de um acidente, você conseguir ter raciocínio rápido e atitudes que ajudarão você e as pessoas envolvidas. Apesar das reações do seu organismo, você consegue usá-las a seu favor e lidar com aquele momento da melhor forma possível.

Mas nem sempre isso acontece e nem todos conseguem utilizar o estresse em seu benefício. Na maioria das vezes ele é causa de grande desgaste físico e psicológico, inclusive atrapalhando em atividades normais do dia a dia.

Diferença entre estresse físico e estresse emocional

Sentir-se em estado de alerta o tempo todo ou passar a maior parte do dia sob tensão e preocupações não é algo considerado normal nem sadio. Além do estresse físico, alguns lidam também com o estresse emocional.

O estresse emocional é quando a pessoa passa a maior parte do tempo angustiada e preocupada. É como se ela carregasse um peso maior do que pode suportar e tudo a seu redor é enfadonho. Realizar tarefas rotineiras é algo extremamente pesaroso e cansativo e nada lhe causa satisfação.

Ao contrário do estresse físico, o estresse emocional não é desencadeado por causas externas, mas sim do interior da pessoa. É uma sensação constante de insatisfação com a vida. Suas consequências são problemas físicos, mentais e emocionais que vão tirar a qualidade de vida e de relacionamentos de quem sente.

Alguns dos principais sintomas do estresse emocional são:

  • olhar negativo para tudo a seu redor;
  • isolamento e afastamento de outras pessoas;
  • sensação constante de insatisfação com a vida;
  • irritação e insônia;
  • dores de cabeça e no corpo sem causa justificável;
  • queda de cabelo;
  • perda ou aumento de peso;
  • desmaios ou sensação de fraqueza e vazio;
  • lapsos de memória e dificuldade de concentração;
  • sentir-se doente o tempo todo sem causa clínica comprovada.

Nesse caso é comum a pessoa estressada emocionalmente ter manifestações físicas como diarreias, gastrite, pressão alta, entre outros. Mas após avaliação médica não é encontrada origem física que justifique essas doenças.

Estresse X Ansiedade

O estresse pode facilmente ser confundido com ansiedade e vice e versa, mas somente um profissional pode te ajudar nesse diagnóstico. Entretanto, há alguns indícios de que o que você está sentindo seja ansiedade. Veja:

  • ter reações exageradas perante momentos de estresse considerados pequenos para outras pessoas como, por exemplo, chegar um pouco atrasado no serviço;
  • sentir uma preocupação crônica e constante por mais de 6 meses sem nenhum motivo que a justifique;
  • preocupar-se por se estressar;
  • mudar rotinas, hábitos e até compromissos para evitar a todo custo sentir estresse;
  • evitar pessoas, atividades sociais e até profissionais como forma de evitar o estresse.

Reações como essas são características de que o nível de estresse desencadeou um transtorno de ansiedade. Nesse caso é necessário dar a devida atenção aos sintomas de estresse e procurar ajuda profissional para que se resgate a qualidade de vida.

Sintomas de Estresse e suas consequências

Durante o estresse o corpo entende que há a necessidade de fugir para se proteger, essa reação é conhecida como “luta ou fuga”. O corpo reage quimicamente a isso e libera os hormônios cortisol e adrenalina, desencadeando os seguintes sintomas de estresse:

  • respiração acelerada;
  • aumento da frequência cardíaca;
  • aumento da pressão arterial;
  • contração muscular.

Essas alterações também podem desencadear outros sintomas de estresse:

  • problemas gastrointestinais;
  • alergias;
  • asmas;
  • dificuldade para dormir ou relaxar;
  • sudorese;
  • enxaqueca.

Expor o corpo a períodos prolongados de estresse pode gerar complicações ainda maiores como ataques cardíacos, doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral e até câncer.

Tratamento

Se você se encontra em alguma das situações expostas anteriormente, saiba que existem algumas atitudes que pode tomar para lhe ajudar a lidar melhor com o estresse:

  • identificar a causa maior do estresse e mudar a forma como age perante ele;
  • ter mais momentos de tranquilidade e relaxamento;
  • fazer atividades físicas;
  • dormir e alimentar-se bem;
  • dar atenção à saúde e aos sinais que o corpo dá.

Para muitos casos é extremamente difícil sair do estado de estresse sozinho, principalmente quando ele já causou outros danos à saúde e às relações de convivência. Nesses casos a ajuda profissional de um psicólogo é fundamental para que você volte a ter qualidade de vida e consiga lidar melhor com os problemas diários.

Veja mais: Labirintite Emocional

Redatora e Produtora de Conteúdo Web | Portfólio