Pare de reclamar | Como lidar com pessoas que reclamam

Marque sua consulta com Psicólogo Online

Pare de reclamar | Como lidar com pessoas que reclamam
4.5 (90%) 2 votos

Uma das minhas grandes alegrias na vida é escutar. Como psicóloga, há muito tempo me interessei por pessoas, no que elas pensam e sentem e em como elas se comportam. Gosto de observar as expressões faciais das pessoas, ouvir suas escolhas de palavras e acompanhar suas emoções.

Infelizmente, muito do que eu ouço são reclamações. Eu escuto gente reclamar da vida, do trabalho, salário, filhos, cônjuges.. pessoas que reclamam de tudo. Legitimam as reclamações com uma série de problemas: mau tempo, guerras, mau desempenho econômico, sogros intrometidos e relacionamentos abusivos. Você pensaria que o mundo está acabando. Mas, se reclamar é tão ruim, por que é tão prevalente? Porque tantas pessoas reclamam de tudo?

Para começar, reclamar é simplesmente expressar insatisfação. Isso geralmente acontece verbalmente, como no caso de duas pessoas em um encontro comentando o terrível jantar em que foram servidas. Reclamar geralmente acontece na sequência de uma situação negativa. O engarrafamento foi pior do que o esperado, o filme foi decepcionante. O empreiteiro fez um trabalho de má qualidade. O prefeito da cidade nunca deveria ter começado esse novo projeto.

Pessoas que reclamam de forma crônica

Existem aquelas pessoas que nunca parecem estar satisfeitas, que reclamam da vida e de tudo. Estas são conhecidas como reclamantes crônicos. Elas têm uma tendência a refletir sobre problemas e focar só neles. Algumas pesquisas sugerem que criar um hábito de queixa pode “reposicionar” o cérebro de modo que essas formas particulares de pensamento fiquem arraigadas. É possível reconectar essa ”fiação” para torná-la mais positiva, mas os queixosos crônicos provavelmente não acreditam que isso funcionaria.

As pessoas que reclamam do da vida e do mundo se concentram em si mesmos e em sua própria experiência – presumivelmente negativa. Ao mostrar sua raiva, frustração ou desapontamento, eles estão solicitando atenção de seus confidentes. Eles podem se sentir validados por receber atenção e simpatia. Eles não estão procurando resolver nada, apenas simplesmente querem validação.

LEIA  Como superar o fim de um relacionamento

Uma desvantagem para toda essa situação é que a reclamação pode diminuir o humor das pessoas. Em uma série de estudos, pesquisadores rastrearam o humor das pessoas antes e depois de ouvir uma queixa. Como previsto, ouvir as queixas fez as pessoas se sentirem piores. Além disso, o reclamante também se sentiu pior!

Reclamar da forma correta

Há um tipo de reclamação conhecida como “reclamação instrumental”. A reclamação instrumental diz respeito à resolução de problemas. Quando você confrontar seu parceiro romântico sobre gastos excessivos no cartão de crédito, isso poderia ser uma reclamação instrumental. Especialmente se você se concentrar no impacto do problema, na importância da mudança e cooperar para criar um plano de mudança.

É comprovado, pessoas felizes se queixam menos. Há estudos que evidenciam de que as pessoas felizes são mais conscientes, tendem a reclamar de forma mais estratégica e com um objetivo específico em mente.

Como lidar com um reclamante crônico

  • Reconheça e valide os sentimentos do reclamante. Expresse simpatia e compreensão e redirecione o foco para outra coisa;
  • Não tente convencer os queixosos crônicos de que as coisas não são tão ruins assim. Isso pode trazer insatisfações adicionais;
  • Evite concordar irracionalmente com o reclamante. Embora possa ser uma das maneiras mais rápidas de fazer com que eles parem, eles podem ver você como um aliado e continuar a reclamar com você no futuro;
  • Defina limites de forma educada e sincera, deixe o reclamante saber que você gosta dele e que você quer apoiá-lo, mas que você não pode mais ouvir como as coisas são ruins para ele. Lembre-se, você não é responsável pela felicidade e pelo bem-estar dos outros. Se eles respeitarem o seu pedido, eles podem alterar a conversa para algo que não seja negativo ou uma reclamação;
  • Evite reclamantes crônicos. Se você esgotou todas as outras opções e o reclamante ainda está impactando negativamente o seu dia, tente evitar conversas com eles;

Como parar de reclamar do mundo e da vida

Se você achar que sua reclamação é crônica e está começando a afetar sua saúde mental, aqui estão algumas dicas úteis para parar de reclamar:

  • Reconheça as coisas negativas que acontecem com você e como elas afetam você. Reconheça sua frustração ou raiva sobre uma situação ou pessoa ou o que desencadeou sua reclamação;
  • Mude sua visão do problema. Situações problemáticas e pessoas podem lhe dar uma oportunidade para aprender e crescer;
  • Concentre-se em soluções. Se você ficar focado no que está errado, você pode impedir seu crescimento e evitar que as soluções cheguem até você. Faça algo que ajude seu cérebro a entrar em um modo criativo de solução de problemas;
  • Mantenha uma certa distância do problema, faça algo para manter sua mente longe da reclamação;
  • Mantenha um diário de gratidão. Você pode listar ou escrever sobre as coisas pelas quais você é grato todo dia. Concentrar-se naquilo pelo qual você é grato pode ajudá-lo a esquecer sua reclamação. A gratidão também pode re-energizar seu cérebro, invertendo a negatividade de reclamar;
  • Compre ou faça uma pulseira. Usando uma ideia de um autor famoso: coloque uma pulseira em um pulso e cada vez que você reclamar, troque a pulseira para o outro pulso. Continue fazendo isso até chegar a 21 dias consecutivos sem reclamar;
  • Ficar sem reclamar e negativar as pessoas que estão ao nosso redor pode ser um desafio, mas, existem maneiras de gerenciá-la;
LEIA  Meditação: Como meditar (Acalme a mente e relaxe)

Se você se encontra constantemente reclamando ou insistindo nos aspectos negativos da vida, em vez de reclamar, por que não escolher pensamentos e palavras que levarão a uma solução? Em vez de desperdiçar seu tempo e energia reclamando, use sua energia para buscar a felicidade.

Veja mais: 34 formas de tirar o mau humor em 10 minutos ou menos

Experiência em psicologia clínica com crianças, adolescentes e adultos, atendimento individual, atendimento à criança com câncer e familiares, atuação em psicologia na atenção básica da saúde e escolar.

Criadora dos aplicativos Diário do Psique (Play Store e App Store) e Pense Saudável (app de emagrecimento), com mais de 100 mil downloads.

Realizo atendimento como psicólogo online e também sou Voluntária do projeto Colheita do amor, organização voltada para contribuir a melhoria e qualidade de vida de pacientes portadores de Câncer. Psicóloga da AAPC (Associação de Apoia a Pessoa com Câncer), localizado na cidade de Feira de Santana.